dartacão

O que pode explicar que quatro banqueiros (Ricardo Salgado, Faria de Oliveira, Carlos Santos Ferreira e Fernando Ulrich) andem, juntinhos, quais mosqueteiros, em peregrinação pelo poder político?
Em Setembro reuniram com Sócrates, ontem com Pedro Passos Coelho e hoje com Teixeira dos Santos.
Imagino que com o pão da sanduíche tenham tentado negociar a retirada daquela pequena «distracção» orçamental, a taxa sobre as operações de risco e derivados e o imposto sobre parte do passivo. Já ao fiambre da sanduíche tentaram convencê-lo das virtudes do Orçamento e da necessidade da sua viabilização. Tudo em nome do interesse de Portugal, evidentemente, o que até justifica esta investida de subjugação do poder político ao poder económico. Um por todos e todos por um. A dúvida que me resta é quem, de entre os quatro, é o Dartacão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário